Sinceridade ou grosseria?

Dizem que há três coisas que não voltam atrás: a flecha lançada, a oportunidade perdida e a palavra falada. Sobre a última delas, tem gente que abusa da sinceridade e coloca tudo a perder. São pessoas que falam na lata, é aquela história de doa a quem doer, mas vou falar a verdade.

Primeiro que a sinceridade diz respeito à verdade como um ato de boa fé, sem fingimento ou segundas intenções. O que excede a sinceridade é arrogância. Em outras palavras, não é por que alguém sabe a verdade que esse alguém tem o direito de contá-la, por isso é necessário pisar o pé no freio antes de proferir qualquer coisa.

Ao usar a cabeça antes da língua, alguns problemas podem ser evitados ou minimizados, como o arrependimento por algo que não deveria ter sido feito. Se isso acontecer, não dá para voltar atrás, aí é a cabeça que vai sentir as consequências por não ter sido usada primeiro.

Sei que é difícil ponderar as palavras em uma acalorada discussão, mas a regra de pensar antes de falar ainda é válida, o que não quer dizer que a verdade deva vir cheia de floreios.

Um exemplo é contar a uma criança que o seu animalzinho de estimação morreu. É preciso dar a notícia à ela de modo que entenda o sentido da morte sem tornar o fato ainda mais traumatizante. Até mesmo um adulto precisa saber da morte de um ente querido de forma diferente da realidade em si, porque a verdade do fato por si só já é dolorosa, agora imagina dizer de supetão a uma pessoa que está almoçando tranquilamente com os amigos “teu pai morreu”? Aí é dose, e isso não é ser sincero, é ser grosseiro.

É possível, sim, ser sincero sem ser arrogante ou omisso e há um conjunto de fatores que podem tornar a situação menos desagradável. O lugar, conhecer a pessoa que vai ouvir a tal da verdade, se a ocasião é propícia ou não, fatores que vão desde as palavras escolhidas até o tom de voz utilizado devem ser levados em consideração.

O mundo precisa de pessoas que saibam ser sinceras e não aquelas que falam asneiras o tempo todo só porque se dizem verdadeiras. Nós precisamos de mais franqueza e menos dureza.

Brenda Carvalho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s